Impasse sobre espessura da pavimentação atrasa reinício das obras na BR 163
Faltam recursos para a realização de reforma da rodovia. Dos R$ 210 milhões necessários, foram disponibilizados apenas R$ 17 milhões

Obras que eram para serem retomadas em agosto, continuam em compasso de espera

Obras que eram para serem retomadas em agosto, continuam em compasso de espera

03/10/2020 - 10h19

De acordo com o prefeito de São José do Cedro e presidente da Associação dos Municípios do Extremo-Oeste de Santa Catarina (Ameosc) Plínio de Castro, em entrevista à Rádio Integração, o atraso para a retomada das obras de revitalização e ampliação da capacidade da BR 163 se deve a um impasse quanto à espessura da pista de concreto que será implantada ao longo do trecho catarinense da rodovia federal.

A explicação foi repassada pelo superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), em Santa Catarina, Ronaldo Barbosa, ao prefeito durante uma audiência em Florianópolis.

Barbosa disse a Plínio de Castro que a empresa Torc, vencedora da licitação, elaborou o projeto prevendo uma espessura de concreto de 22 centímetros, mas o Dnit quer uma malha viária com 23 centímetros. Por isso, o órgão não aprovou o documento e solicitou ajustes.

“Inicialmente o prazo era junho deste ano. Depois passou para agosto com anúncio do ministro aqui em Santa Catarina. Fechamos setembro e nada de obras”, lamenta o prefeito cedrense que acredita que o maior problema relacionado à obra é o financeiro.

Ele observou que há apenas a previsão de R$ 17 milhões para a retomada das obras da BR-163. Porém, o valor orçado ficou em R$ 210 milhões. “Ou seja, o orçamento garantido para a BR-163 não está nem em 10% do que é realmente preciso. Infelizmente não são notícias boas, mas compartilhamos com nossa população porque estamos cobrando, mesmo não sendo de nossa responsabilidade direta”, finalizou.

>>>Clique e receba notícias do JRTV Jornal Regional diariamente em seu WhatsApp.


  • por
  • Jornal Regional
  • FONTE
  • Rádio Integração



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook